img2

    INTESTINO – CÉREBRO

    • 0

    Charles Darwin escreveu em seu livro de 1872, A expressão das emoções no homem e nos animais, que: “A maneira como as secreções do canal alimentar […] são afetadas por emoções fortes é outro excelente exemplo da ação direta do sensório sobre esse órgão, independentemente da vontade.”
    Ele se refere, é claro, à sensação de intestino solto que acompanha a chegada de más notícias, ao estômago revirado quando você percebe que não ouviu o despertador e está atrasado para a prova, ao frio na barriga quando nos apaixonamos.
    O cérebro e o intestino, apesar de sua distância e de desempenharem funções totalmente diferentes, têm uma ligação íntima – e de mão dupla. Não apenas as emoções afetam o funcionamento do intestino, mas a atividade intestinal pode afetar seu estado de humor e seu comportamento também.
    Pense na última vez que você esteve mal da barriga – sem dúvida não foi apenas seu sistema digestivo que ficou irritado. #microbiota #eixointestinocerebro #saudeintestinal #seunutribr #nutricaoaoalcancedetodos #mfpionutri

    AUTHOR

    hnadmin

    All stories by: hnadmin

    Enviar comentário

    Seu e-mail não será publicado.